O FILME DE SUPER-HERÓI COMO FORMATO NARRATIVO: DE 1978 À ATUALIDADE

Vilson André Moreira Gonçalves

Resumo


O propósito do presente artigo é delimitar a trajetória histórica das adaptações fílmicas de super-heróis dos selos Marvel e DC produzidas a partir de 1978, data do lançamento de Superman (Richard Donner, 1978). O número de produções protagonizadas por heróis superpoderosos aumenta década a década, constituindo uma parcela substancial do cinema mainstream atual, de modo que é válido lançar um olhar analítico sobre o lugar que ocupam e como atingiram este status. Para realizar esta análise, empregam-se os referenciais de Burke (2015), Morrison (2012) e Coogan (2006), sobre o estabelecimento do conceito de super-herói, bem como de Altman (1999), Thompson (2003), Bordwell (2006) e Mascarello (2006), sobre a constituição de fórmulas cinematográficas face as condições da Hollywood contemporânea.O propósito do presente artigo é delimitar a trajetória histórica das adaptações fílmicas de super-heróis dos selos Marvel e DC produzidas a partir de 1978, data do lançamento de Superman (Richard Donner, 1978). O número de produções protagonizadas por heróis superpoderosos aumenta década a década, constituindo uma parcela substancial do cinema mainstream atual, de modo que é válido lançar um olhar analítico sobre o lugar que ocupam e como atingiram este status. Para realizar esta análise, empregam-se os referenciais de Burke (2015), Morrison (2012) e Coogan (2006), sobre o estabelecimento do conceito de super-herói, bem como de Altman (1999), Thompson (2003), Bordwell (2006) e Mascarello (2006), sobre a constituição de fórmulas cinematográficas face as condições da Hollywood contemporânea.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.