TROY: A GUERRA ENTRE O PASSADO E O PRESENTE

Matheus Mendanha Cruz

Resumo


O texto a seguir reflete sobre a relação entre o filme Troia e a construção de um discurso justificador da chamada Guerra ao Terror liderada pelo presidente dos EUA à época, George W. Bush. Para fazermos as análises utilizamos os conceitos de linguagem cinematográfica, além de fazermos um breve levantamento acerca do período em que o filme foi produzido e lançado. Esse levantamento é devido ao pressuposto que guia as articulações feitas no texto de que o filme, mesmo quando narra uma história passada, como a suposta guerra de Troia, está falando do seu próprio presente. No final do texto ainda propomos uma possibilidade didática para a discussão do filme em uma turma de Ensino Médio. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.