NÚCLEOS CRIATIVOS: O DESAFIO DE DESENVOLVER E VIABILIZAR PROJETOS AUDIOVISUAIS NO BRASIL

Raquel Leiko Maruyama, João Luiz de Figueiredo

Resumo


O presente trabalho analisa o desenvolvimento de projetos audiovisuais na modalidade de núcleo criativo, financiada através do edital Prodav 03 do Fundo Setorial do Audiovisual. O objetivo é verificar se há diferenças substanciais no modo como os núcleos que conseguiram renovar o investimento junto ao FSA se estruturaram internamente e na forma como se relacionaram com o mercado em comparação com os núcleos que não obtiveram a renovação do investimento. Este pressuposto foi investigado através de uma pesquisa exploratória de abordagem qualitativa por meio de entrevista em profundidade. Foram ouvidos líderes de núcleos que conseguiram viabilizar no mínimo dois quintos das obras de suas cartelas e, portanto, obtiveram novo investimento para desenvolver novos projetos, e líderes de núcleos que não alcançaram o mesmo êxito. Os resultados encontrados, analisados com base em conceitos como os de economia criativa, de Françoise Benhamou, classe criativa, de Richard Florida, e ecossistema das indústrias criativas, de Paul Jeffcutt, apontam para o fato de haver mais similitudes do que diferenças entre ambos os grupos, mas traz à tona a importância do capital relacional dos líderes e das empresas produtoras. O estudo ora proposto pretende contribuir para a produção acadêmica brasileira sobre a etapa de desenvolvimento de projetos sob uma ótica sistêmica, que considere não apenas a dimensão de política pública ou escritura de roteiros isoladamente. Os dados e informações obtidos permitem uma visão mais sistematizada da etapa de desenvolvimento de filmes e séries e tem aplicabilidade para que profissionais da área de produção, criação e roteiro, interessados em montar um núcleo criativo, possam aprimorar suas estratégias de planejamento e execução para otimizar as chances de viabilização de seus projetos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.