ESTRADAS E ESPINHAS DE PEIXE: O DESENVOLVIMENTISMO NA AMAZÔNIA PARAENSE A PARTIR DO FILME “BYE BYE BRASIL” DE CACÁ DIEGUES (1979-1980)

João Victor Silva Costa

Resumo


No final da década de 1970, o cineasta Carlos Diegues gravou em algumas cidades da Amazônia brasileira o filme “Bye Bye Brasil”. A região que desde a década de 1960 passava por transformações socioeconômicas causadas por uma intervenção desenvolvimentista da administração federal, foi no filme o cenário para a trajetória dos artistas mambembes da Caravana “Rolidei”. O objetivo deste artigo consiste em compreender quais teriam sido as mudanças culturais na Amazônia apresentadas pelo filme com a chegada da Caravana à Rodovia Transamazônica e às cidades de Altamira e Belém. A análise do filme considerou sua narrativa, bem como seu processo de produção e repercussão na imprensa. Verificou-se um processo de mudança na paisagem e no modo de vida da população nativa, por conta da chegada em massa de pessoas de outras partes do país em busca de melhoria de vida.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.