IDEOLOGIA CHAPLIN: ANÁLISE DO DISCURSO HUMANITÁRIO E SÁTIRO NO FILME THE GREAT DICTATOR

Iury Matheus Costa Silva, Lílian das Mercês Salvador

Resumo


Este artigo objetiva trazer uma reflexão acerca da análise de discurso do filme The Great Dictator (1940), dirigido e roteirizado por Charles Spencer Chaplin, um dos principais responsáveis pela popularização do cinema como arte e entretenimento. Na grande maioria dos seus filmes, Charles Chaplin utilizava-se da linguagem cinematográfica em conjunto com o humor negro para expor suas ideologias e criticar a sociedade de sua época. Um grande marco em sua carreira foi quando dirigiu e roteirizou o filme The Great Dictator (1940), uma clara sátira ao regime nazista, sendo o longa uma verdadeira expoente da ideologia Chaplin. Partindo desta perspectiva, este artigo pretende analisar o discurso de Charles Chaplin e as suas bandeiras de luta, bem como descrever e analisar a satirização do nazismo e do próprio Adolf Hitler. Diante disso, utilizaremos as teorias referentes a análise de discurso da linha francesa, tendo em vista, a formação discursiva de Michel Pêcheux que é construída a partir de um tripé de formação social, discursiva e ideológica. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos