A ESCOLA COMO UM LUGAR QUE NUNCA ME SONHARAM

Rogério Rodrigues

Resumo


Temos como objetivo apresentar uma análise do filme nacional “Nunca me sonharam” (2017), dirigido por Cacau Rhoden. A análise do referido filme se justifica como documentário com mais de setenta entrevistas realizadas em oitos estados do Brasil e que apresenta uma leitura sobre o problema da educação escolar. Portanto, em diversos relatos é possível encontrar o depoimento de alunos, professores e gestores sobre a dificuldade encontrada no dia a dia para a realização da tarefa da escolarização.  Propomos como conclusão que se deve compreender o filme enquanto um movimento de ruptura com o reino da necessidade, buscando o campo do desejo não realizado no sujeito do vir a ser no campo escolar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.